Dicas para escolher entre caderno ou fichário na hora de fazer a lista escolar

Na hora de sair as compras para renovar o material escolar, uma grande dúvida costuma afligir os estudantes: com tantos modelos disponíveis, é melhor escolher caderno ou fichário?

Ambos os materiais são essenciais em várias etapas do ciclo escolar. Para fazer a melhor escolha, além de considerar as preferências do aluno, é preciso conhecer as vantagens de cada um deles. Preste atenção em nossas dicas!

Quais as vantagens do caderno?

Para escolher entre o caderno ou fichário, vamos começar pelo item mais tradicional. Um caderno pode ser comercializado em diversos modelos e formatos, sendo o espiral e a brochura os mais populares,

Além disso, destaca-se que ele pode ser usado para uma, dez ou vinte matérias (10 ou 20). Portanto, é válido afirmar que o aluno pode ter o conteúdo de várias disciplinas em um único caderno, sem o risco de que as folhas com as anotações se percam.

Outro diferencial dos cadernos são as capas. São tantas as opções oferecidas pelos fabricantes, para agradar aos diferentes perfis. Há os modelos mais discretos, sem estampa. Mas, na contramão, citam-se as capas estampadas por personagens de cinema ou então que homenageiam ídolos infanto-juvenis.

Há espaço também para as belas paisagens e também para as cenas que fazem referência às mais diversas modalidades esportivas. Em resumo, o estudante pode levar para a escola um material que traduz a sua personalidade.

Por que escolher um fichário?

A principal vantagem que justifica a opção por um fichário é a praticidade desse material. Ou seja, você não precisa se preocupar em conferir diariamente o seu horário de aulas para saber quais matérias estudará naquele dia.

Além disso, se faltarem folhas para uma matéria, você pode fazer a reposição de maneira rápida, adquirindo um novo refil. Isso também é vantajoso em algumas situações, como quando, por exemplo, elas acabam poucas semanas antes das férias.

Para quem valoriza o design, os fichários também possuem diferentes formatos – podem ser grandes ou pequenos – e estampas. Nos modelos com zíper, também é possível acondicionar lápis, canetas ou borrachas.

Siga a Pedagógica no Instagram para ver mais sobre os materiais escolares

Afinal de contas, qual escolher: caderno ou fichário?

Como você pode perceber, os dois materiais cumprem bem o propósito para o qual existem: o de registrar as anotações sobre os conteúdos transmitidos pelos professores. Mas, na hora de decidir entre o caderno ou fichário, também é preciso levar em consideração outros fatores.

Um deles é o peso da mochila. Se você tem o costume de utilizar diversos itens em um único dia, incluindo vários livros didáticos, um fichário pode ser a melhor alternativa para diminuir o peso dos objetos e, assim, evitar que eventuais problemas de postura se manifestem com o passar dos anos.

A capacidade de organização e memorização do estudante também deve ser considerada. Se o aluno é daqueles que tem um perfil mais bagunceiro, o caderno é a indicação mais eficiente. Já imaginou se o estudante empresta uma anotação para um amigo e é justamente aquele conteúdo que será cobrado na prova?

Agora que você já conhece melhor as características de cada material, já pode escolher entre caderno ou fichário com mais tranquilidade. Aproveite para aprender como organizar um estojo!