Veja dica de como escolher o mouse: a imagem mostra uma mão segurando esse acessório!

Para quem usa computador de mesa, ele é um componente essencial. Mas você sabe o que avaliar na hora de escolher o mouse? Tão importante quanto o preço é conhecer o perfil de quem usa o equipamento.

Nas lojas que comercializam itens de informática, como a Pedagógica, diversos modelos estão disponíveis. Conheça melhor as características de cada um deles!

Estética na hora de escolher o mouse

O primeiro critério para escolher o mouse é a estética. Os diversos modelos podem apresentar variações quanto a cor ou ao acabamento. Para o usuário que elege o design como um diferencial importante, a orientação é pesquisar se, além de bonito, o mouse e eficiente.

Além disso, recomenda-se que o modelo escolhido seja compatível ao ambiente no qual o computador está instalado. Um mouse extremamente colorido ou luminoso geraria um certo contraste em um ambiente como um escritório, por exemplo.

Com ou sem fio

Na hora de escolher o mouse, o usuário também pode optar com modelos sem fio, que proporcionam mais liberdade de movimentos. Os do tipo wireless dependem de pilhas para serem ligados e seu funcionamento requer que um sensor USB esteja plugado ao computador.

O alcance também pode variar conforme o fabricante. Por outro lado, pessoas reconhecidamente desorganizadas devem redobrar seus cuidados: a perda do sensor inutiliza o mouse.

Os mouses com fio, por sua vez, ficam presos ao computador.

Óptico ou a laser

Via de regra, os mouses ópticos são mais baratos e possuem o mecanismo de iluminação a base de LED. Essa tecnologia foi aperfeiçoada nos modelos a laser, que proporciona mais nitidez na captação de imagens e também eleva a taxa de sensibilidade em cerca de 20x.

Outra vantagem dos mouses a laser é que eles se adaptam com mais facilidade aos diferentes tipos de superfície.

DPI

O valor da DPI (dots per inch, ou em português, pontos por polegada) é um dos critérios mais considerados na hora de escolher o mouse. Trata-se de um indicador que mensura a quantidade de pontos existentes em uma polegada. Esse índice determina a rapidez no tempo de resposta a ação do usuário.

Em outras palavras, a precisão e sensibilidade do mouse são diretamente proporcionais ao valor da DPI (quanto mais elevado esse valor, mais preciso e sensível ele será).

Via de regra, as resoluções de um mouse convencional costumam oscilar entre 200 e 1000 DPI. Para um gamer, por exemplo, esse valor pode chegar a até 12000 DPI.

Botões

Os modelos básicos são compostos, basicamente, por três botões (o da esquerda, da direita e a roda giratória). Já os modelos para gamers podem disponibilizar diversos outros comandos para facilitar a atuação de jogadores que precisam ser extremamente ágeis.

Nesse sentido, há modelos que dispõem de um botão extra, para agilizar o ajuste da DPI. É importante, no entanto, que o usuário esteja convicto da importância de botões extras antes da compra.

Entendeu quais os critérios você deve utilizar na hora de escolher o mouse? Siga você também o Instagram da Pedagógica e obtenha mais dicas sobre os produtos disponíveis no site e também na loja física. Até a próxima!